terça-feira, novembro 10, 2009

O PODER A QUE ESTAMOS TODOS SUJEITOS

Subject: O novo sr. dr. Secretário de Estado
É o que temos!!!!!!!!
O Sr. Dr. Vasco Franco há 4 anos atrás tinha o antigo 5º ano do Liceu (9º ano de escolaridade actual) por equiparação do Curso Comercial. Entretanto, formou-se com 18 (dezoito) valores na Universidade Lusófona - ULHT (atenção: não foi na Independente, hein!!!). Assim, na ULHT, propriedade de um dos chefões da Maçonaria, cuja mulher foi eleita deputada pelo PS nestas legislativas e fez parte das listas autárquicas de 2009 em Lisboa (coincidências), cidade onde tem várias obras embargadas nos seus colégios e escolas (mais coincidências, é claro), o sr. Franco passa a Sr. Dr. Franco, mais rapidamente ainda do que o Sr. Eng. Sócrates e pelo menos tão rapidamente como o Sr. Dr. Vara, ambos na Independente. Ou seja, continuamos e aprimoramos. Viva Portugal! Com o 9º ano, 50 anos de idade e reforma de mais de € 3.000 euros... até parece gozo...
CHAMAR-LHE ESCÂNDALO É POUCO!
O Presidente da República não deve saber desta. Será que alguém lhe pode enviar a notícia?
ENTÃO É ASSIM!
Apesar de ter apenas 50 anos de idade e de gozar de plena saúde, o socialista Vasco Franco, número dois do PS na Câmara de Lisboa durante as presidências de Jorge Sampaio e de João Soares, já está reformado.
A pensão mensal que lhe foi atribuída ascende a € 3.035 euros (608 contos), um valor bastante acima do seu vencimento como vereador. A generosidade estatal decorre da categoria com que foi aposentado - técnico superior de 1ª classe, segundo o «Diário da República» -apesar de as suas habilitações literárias se ficarem pelo antigo Curso Geral do Comércio, equivalente ao actual 9º ano de escolaridade.
A contagem do tempo de serviço de Vasco Franco é outro privilégio raro, num país que pondera elevar a idade de reforma para os 68 anos, para evitar a ruptura da Segurança Social. O dirigente socialista entrou para os quadros do Ministério da Administração Interna em 1972, e dos 30 anos passados só ali cumpriu sete de dedicação exclusiva; três foram para o serviço militar e os restantes 20 na vereação da Câmara de Lisboa, doze dos quais a tempo inteiro.
Vasco Franco diz que é tudo legal e que a lei o autoriza a contar a dobrar 10 dos 12 anos como vereador a tempo inteiro. Triplicar o salário - Já depois de ter entregue o pedido de reforma, Vasco Franco foi convidado para administrador da Sanest, com um ordenado líquido de € 4.000 euros mensais (800 contos). Trata-se de uma sociedade de capitais públicos, comparticipada pelas Câmaras da Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra e pela empresa Águas de Portugal, que gere o sistema de saneamento da Costa do Estoril.
O convite partiu do reeleito presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo, cuja mulher é secretária de Vasco Franco na Câmara de Lisboa. O contrato, iniciado em Abril, vigora por um período de 18 meses. A acumulação de vencimentos foi autorizada pelo Governo PS mas, nos termos do acordo, o salário de administrador é reduzido em 50% - para € 2.000 euros - a partir de Julho, mês em que se inicia a reforma, disse ao Expresso Vasco Franco.
Não se ficam, no entanto, por aqui os contributos da fazenda pública para o bolo salarial do dirigente socialista reformado. A somar aos mais de € 5.000 euros da reforma e do lugar de administrador, Vasco Franco recebe ainda mais € 900 euros de outra reforma, por ter sido ferido em combate em Moçambique já depois do 25 de Abril (?????), e cerca de € 250 euros em senhas de presença pela actuação como vereador sem pelouro.
Contas feitas, o novo reformado Vasco Franco do PS, triplicou o salário que auferia no activo, ganhando agora mais de 1200 contos limpos. Além de carro, motorista, secretária, assessores e telemóvel.

2 comentários:

Álvaro Morgado disse...

Oh amigo Cavaco você está em plena forma. Não sei onde vai buscar tanta informação, nem tão pouco sei se o que diz é verdade. Mas o amigo está muito bem informado. Já agora que sabe tanto (deve comer à mesa com eles, não?) conte aí à gente essas histórias do Mira Amaral, ex-ministro, ex-qualquer coisa que se reformou com menos de meia dúzia de anos de trabalho da CGD e recebeu uns milhares de euros de reforma. Conte a história do ex-secretário de estado das finanças do Cavaco e Silva, Oliveira e Costa, que fez umas trafulhices quando tinha esse lugar com uns empresários de Aveiro com o IRS ou IRC, e agora foi dentro mas já está fora com o BPN, conte a do ex-ministro das Obras Públicas, aquele do buzinão na ponte, também ministro do Cavaco que foi para a Lusoponte e antes fez um "negócio" com essa empresa, conte a história do Preto que foi agora eleito deputado com a Azeda o Leite e é arguido aí num processo da CML onde era vereador do PSD. E a história do Dias Lourweiro que estou certo também a conhece por dentro e por fora. Conte também as histórias dos seus amigos do CDS, o caso dos submarinos, dos sobreiros, e outros. E já agora também do PC na Câmara do Barreiro e não só onde foram metidos alguns boys que você deve conhecer. Conte lá essas histórias todas que a gente vai gostar de o ler.
Estou ansioso. Um abraço e veja lá se vai ao oftalmologista. Se demorar muito depois já pode ser tarde.

Barreirosemprevive disse...

Caro Álvaro Morgado, a nota que inseri, só por acaso não é minha, foi-me enviada por outro comentarista. Porém devo salientar que, tomei a devida nota das informações que me prestou e posso garantir-lhe que, se mas quiser remeter com um texto completo, então eu o colocarei no meu blog, o qual tal como eu próprio, não me encontro "agarrado" a organização político-partidária nenhuma. O que me move é e sempre a luta contra todo o tipo de diferenças.
Um abraço do João Cavaco